notify@childrensermons.com

Isaque e Rebeca

Post 133 of 525

O Senhor, o Deus dos céus, que me tirou da casa de meu pai e de minha terra natal e que me prometeu sob juramento que à minha descendência daria esta terra, enviará o seu anjo adiante de você para que de lá traga uma mulher para meu filho. – Abraão falando com seu servo, Gênesis 24:7

Texto: Gênesis 24:14, 34-67

Material: uma pulseira dourada ou um pôster de camelos

Resumo: A história de como Rebeca se tornou a esposa de Isaque. Nós aprendemos a confiar em Jesus ao confiar em nossos pais quando eles tomam decisões por nós.

Hoje eu quero contar a vocês a história da Bíblia de Isaque e Rebeca. É uma história de amor sobre promessas feitas e não quebradas, uma história de confiança e paciência e é uma história sobre como Jesus interfere em suas vidas de maneiras que vocês talvez não percebam. Às vezes seus pais tomam decisões por vocês. Quando vocês vão comprar roupas, eles ajudam a escolher as roupas que vocês deveriam usar. Se vocês precisam ir dormir num determinado horário, eles decidem qual é o melhor horário. Vocês podem não concordar com a decisão deles às vezes, mas eles tentam fazer o melhor para vocês, por amarem vocês. Vocês mostram para Jesus que o amam ao obedecerem seus pais. Vocês aprendem a confiar em Jesus ao confiar nos seus pais quando eles tomam decisões por vocês. Mas e se seus pais decidissem com quem vocês casariam? Vocês confiariam na escolha deles? Hoje em dia os jovens escolhem com quem eles vão casar. Muito tempo atrás não era assim. Os pais é que escolhiam por eles. Isso não parece ser muito romântico, não é?

Muito, muito tempo atrás, Deus fez uma promessa para Abraão. Deus manteve sua palavra ao dar um filho chamado Isaque a Abraão. Quando Isaque tinha quarenta anos, Abraão decidiu que era hora de Isaque se casar. Abraão fez com que Isaque ficasse em casa e mandou seu servo mais antigo encontrar uma esposa para Isaque e levá-la até ali. Ele queria que Isaque tivesse uma esposa que conhecesse o verdadeiro Deus, que fosse de seu próprio povo. O servo saiu de Hebron e viajou por mais de 800 quilômetros até a cidade natal de Abraão, Naor. Ele levou dez camelos e tudo o que precisaria para a longa viagem. Provavelmente levou dois meses para ele chegar lá. Quando ele chegou já era tarde do dia. Ele parou em uma fonte logo na entrada da cidade. Ele rezou e pediu que Deus mostrasse quem ele deveria escolher. (Leia Gênesis 24:14.)

O servo de Abraão nem tinha terminado de rezar quando uma jovem mulher chamada Rebeca veio até a fonte. Rebeca deu água para ele beber depois que ele pediu. Então ela se ofereceu para encher seu cântaro – um jarro –com água para os camelos dele. Poxa! Rebeca não só era gentil como também era esforçada, porque dez camelos podem beber muita água! Deus havia preparado o coração dela para este dia. Ela não tinha como saber que estava atendendo uma oração. Então o servo deu a ela um pendente de ouro para o nariz e duas pulseiras de ouro por ter sido bondosa e pediu por um lugar para passar a noite. [Mostre às crianças a pulseira dourada. Explique que as mulheres usavam pulseira nos braços e pendentes no nariz em vez de brincos]. Rebeca correu para casa e fez com que seu irmão Labão voltasse com ela até a fonte. Eles convidaram o servo de Abraão para ir até a casa deles e conhecer Betuel, o pai dela. Todos se sentaram para comer e o servo contou o que havia acontecido e como Deus havia respondido às preces dele (ver Gênesis 24:34-49).

Rebeca ouviu o servo de Abraão explicar que estava em uma missão para encontrar uma esposa para o filho de seu mestre, que era um homem rico, abençoado por Deus. Ele pediu a permissão do pai e do irmão de Rebeca para Isaque casar com Rebeca. Aliás, Rebeca e Isaque nunca tinham se visto antes!* Betuel e Labão disseram isso vem do Senhor, e deram sua aprovação. Então o servo deu a Rebeca joias de ouro, joias de prata e roupas caras; ele também deu presentes valiosos ao irmão e à mãe dela. Era costume na época que o pai do noivo desse presentes à família da noiva. Tanto Rebeca quanto Isaque precisaram ter muita fé em seus pais para confiar na decisão deles. No dia seguinte Rebeca partiu com o servo para se encontrar com o homem com quem ela casaria.

Depois de alguns meses, em Hebron, Isaque estava no campo quando o sol se punha, tendo um momento a sós com Deus. Ele havia esperado pacientemente por quase quatro meses enquanto o servo não voltava. Ele deve ter ficado feliz ao ver a caravana com os camelos voltando para casa, querendo conhecer sua esposa! Rebeca viu um homem esperando do outro lado do campo. Ele estava tão contente que desceu de seu camelo. Eu acho que de alguma forma ela sabia que aquele era Isaque mesmo antes de ter perguntado quem ele era. Ela cobriu o rosto com um véu para que ele se surpreendesse com a beleza dela mais tarde, no dia do casamento deles. Foi assim que Deus os uniu de uma maneira maravilhosa, mesmo que eles tenham sido criados em lugares bem distantes um do outro. Eles se apaixonaram e viveram felizes para sempre.

Esta história tem algumas semelhanças com a maneira com que Deus interfere na nossa vida hoje em dia. O descendente de Isaque foi o nosso Senhor Jesus. Deus, o Pai, nos envia o Espírito Santo, pedindo que aceitemos Jesus como nosso Senhor e que nos tornemos a esposa de Cristo. Quando ele nos encontra, pede que deixemos nossa vida antiga para trás para nos juntarmos a ele em uma nova vida como cristãos. Nós precisamos decidir se vamos segui-lo ou não. É nossa escolha.

Oremos. Querido Senhor Jesus, obrigado por me amar. Ajude-me a confiar nos meus pais quando eles tomarem decisões por mim. Ajude-me a confiar mais em você a cada dia. Amém.

* Embora Rebeca fosse neta de Naor, irmão de Abraão, ela pode ter sido quase da mesma idade de Isaque porque ele nasceu quando Abraão tinha 100 anos.

©2002 por Jim Kerlin. Todos os direitos reservados.

This article was written by Jim

-->
Menu