Category Archives: Pessoas do Velho Testamento

Escondendo-se do Inimigo (Gideão)

Texto: Juízes 6:11-16; 7:5-7,18-22

torchMaterial: um pote de argila e uma vela ou uma trombeta

Resumo: A história de Gideão mostra como Deus vê nosso potencial, não apenas a pessoa que somos agora. Deveríamos agradecer a Deus pelas muitas vitórias que ele nos concede em nossas vidas.

A história de Gideão vem do livro dos Juízes, Capítulo 6 da Bíblia. Gideão era uma pessoa real que Deus escolheu para liderar seu povo em um período de desobediência de volta para a fraternidade de Deus. Deixe-me contar a história de Gideão.

Um dia Gideão estava malhando o trigo em um tanque de prensar uvas. Ele fazia isso para escondê-lo dos midianitas. Ele estava se escondendo do inimigo. Então um anjo apareceu para ele e disse uma coisa maravilhosa: O Senhor está com você, poderoso guerreiro. Ah! O Senhor certamente tem senso de humor. Ali estava o pobre Gideão, um covarde, se escondendo do inimigo e Deus o chamou para ser um bravo soldado! Mas sabem de uma coisa? Deus não estava olhando para o homem covarde que estava diante dele. Estava olhando para o potencial de Gideão, para o que ele poderia ser, se ele simplesmente confiasse em Deus. Deus é assim. Ele não nos vê como somos, ele vê o que PODEMOS SER por ele. Ah, quem dera pudéssemos olhar para os outros dessa forma e não julgássemos tanto os defeitos do próximo.

Deus foi muito paciente com Gideão quando este precisou de provas de que aquele era um anjo de Deus. Então Ele guiou Gideão por uma série de eventos que o ajudaram a ganhar coragem para fazer o que Deus dissesse: Eu estarei com você, e você derrotará todos os midianitas como se fossem um só homem. A Bíblia diz em Juízes 6:34: Então o espírito do Senhor apoderou-se de Gideão, e ele, com um toque de trombeta, convocou os abiezritas para segui-lo. Quando o Espírito de Deus recai sobre nós, somos capazes de grandes feitos. Quando o Espírito de Deus se apoderou de Martin Luther King Jr., ele liderou os negros americanos na exigência dos direitos de igualdade deles. Quando Deus se apodera de nós, podemos nos levantar para tocar a trombeta da verdade e fazer coisas grandiosas. Gideão estava pronto para liderar uma rebelião contra os midianitas, mas Deus não queria que as pessoas pensassem que eles tinham feito isso com suas próprias forças. Então Ele falou para Gideão reduzir o exército de 22.000 homens a 300 homens. Ele escolheu os homens que não estavam com medo e que não beberam da água do rio como cachorros, mas sim continuaram atentos aos seus arredores e levaram a água à boca com as mãos.

Quando chegou o momento da batalha, Deus se encarregou da maior parte da luta. Era o meio da noite. Deus havia instruído Gideão a levar jarros com lâmpadas dentro e trombetas para todos os homens. Quando Gideão deu o sinal, todos tocaram as trombetas, quebraram os jarros e ergueram as tochas ou lâmpadas. [mostre os materiais] Então eles gritaram “À espada, pelo Senhor e por Gideão!”. Isso causou tanta confusão no acampamento que os midianitas voltaram-se uns contra os outros e se mataram. Alguns estimam que este pequeno exército com 300 homens e o Senhor derrotaram mais de 180.000 midianitas que eram numerosos como nuvens de gafanhotos. Deus planejou que fosse assim para que eles não pudessem se gabar de terem derrotado o inimigo por conta própria. Está claro que foi Deus quem concedeu a vitória a eles. Precisamos nos lembrar de que Jesus está sempre conosco, mas que precisamos dar crédito a ele nos momentos de vitória de nossas vidas.

©1997 por Jim Kerlin. Todos os direitos reservados.

Davi & Golias

Texto: 1 Samuel 17:4-54

Material: pedrinhas lisas achatadas e um estilingue

Resumo: Davi acreditou que Deus iria lutar a batalha por ele. Nós devemos acreditar que Deus vai nos defender.

David and Goliath
Davi e Golias por Keith Newton cortesia de Christ-Centered Art.

A história de Davi e Golias é uma das minhas favoritas. Algum valentão já tirou sarro de você? De mim já. Não é uma boa sensação ser provocado. Golias era um homem enorme. Ele era um gigante de aproximadamente 3 metros de altura. Isso é mais do que a altura do Shaquil Oneal. Ele ofendeu os israelitas e disse coisas ruins sobre o Deus deles. Ele era um filisteu e queria definir a batalha em um combate um a um para que muitos soldados não tivessem que morrer. Ele estava pedindo para que um homem dentre os israelitas saísse para lutar por eles. Todos tinham medo por ele ser um gigante tão assustador.

Davi era apenas um pastor ninja adolescente mutante . Não, não é bem assim. Ele era jovem, mas era corajoso. Ele sabia que Deus o protegia dos ursos e leões que tentavam roubar as ovelhas de que cuidava. Uma vez ele matou um leão e um urso usando apenas as mãos. Apesar de Golias ter uma armadura, tudo o que Davi tinha era um estilingue, cinco pedras lisas e seu cajado de pastor. O Rei Saul tentou fazer com que Davi usasse uma armadura para protegê-lo, mas ela era muito pesada e Davi nunca tinha tentado lutar com uma armadura antes. Então ele a deixou para trás e confiou em Deus: ele me livrará das mãos desse filisteu.

Quando Golias viu que os israelitas enviaram um menino para lutar, ele zombou deles mais ainda. Então ele disse a Davi que ia destruí-lo e oferecê-lo aos céus e aos animais selvagens. Davi respondeu corajosamente, dizendo que Deus teria a glória. Nossa! Davi deu um testemunho bem no campo de batalha, na frente de todos. Em 1 Samuel 17:47 ele diz Todos aqui saberão que não é por espada ou por lança que o Senhor concede vitória; pois a batalha é do Senhor e ele entregará todos vocês em nossas mãos.

Mas vejam, Davi não tinha um estilingue do jeito que vocês devem imaginar. Não era um pedaço de madeira em forma de Y com um elástico no meio. Era uma corda com uma pequena bolsa na ponta, e precisava ser girado em círculos para conseguir a velocidade necessária para lançar a pedra. Quando Golias atacou, Davi não se assustou e saiu correndo. Ele enfrentou Golias diretamente. Pegou uma pedra de sua bolsa de pastor e colocou-a no estilingue. Então ele atirou a pedra no gigante e o atingiu bem na testa. A pedra foi uma arma poderosa no final das contas. Ela entrou na cabeça de Golias e o matou. Então Davi pegou a espada de Golias e cortou sua cabeça. Isso assustou tanto os filisteus que eles fugiram de medo e os israelitas os perseguiram até que saíssem do território.

Todos temos nossos medos e inimigos. Mas não precisamos ter medo. Jesus sempre está conosco para nos proteger e nos dar coragem. Nós só precisamos lembrar que a batalha é do Senhor. Quando Jesus nos conceder vitórias, devemos nos lembrar de agradecê-lo e louvá-lo pelo que ele fez.

©1997 por Jim Kerlin. Todos os direitos reservados.

Daniel na Cova dos Leões

Texto: Daniel 6:4-27

Material: uma imagem de Daniel na Cova dos Leões

Resumo: Daniel era um grande homem de fé e oração. Quando ele teve de escolher entre rezar para Deus ou enfrentar a morte pelo que ele acreditava, ele foi fiel a Deus. Ele foi protegido dia e noite por um anjo quando foi jogado em uma cova de leões. Ele é um exemplo de como devemos ser fiéis e defender a Deus.

Vocês já foram ao zoológico? Já viram leões em uma jaula? Os funcionários do zoológico deixaram vocês entrarem na jaula dos leões e brincarem com eles? [não] É claro que não. Os leões são selvagens e podem machucar vocês. Hoje quero falar sobre uma história da Bíblia sobre um homem chamado Daniel. Uma vez ele teve que passar uma noite inteira na cova dos leões!

Daniel recebeu um trabalho muito importante no reino de Dario porque ele era um trabalhador fiel e esforçado. Isso fez com que os outros príncipes tivessem inveja de Daniel. O único jeito que eles poderiam culpá-lo seria declarar uma lei que fosse contra as crenças religiosas dele. Os príncipes enganaram o rei e fizeram com que ele aprovasse uma lei que dizia que ninguém poderia pedir uma petição a Deus ou homem algum, que não fosse o rei, por trinta dias.

Daniel era um homem de oração. Ele tinha o hábito de rezar a Deus três vezes ao dia. Daniel sabia da lei, mas ele continuou a rezar todo dia como sempre fez. O rei Dario gostava de Daniel, mas quando os príncipes lhe disseram que Daniel tinha infringido a lei, o rei teve de punir Daniel. Ele percebeu tarde demais que tinha sido enganado pelos príncipes para que aprovasse essa lei.

O rei ordenou que Daniel fosse jogado em uma cova de leões. O rei desejou que o Deus de Daniel o protegesse, dizendo, Que o seu Deus, a quem você serve continuamente, o livre. Uma grande pedra foi colocada sobre a cova dos leões e ela foi selada. O rei ficou tão preocupado com Daniel que não pôde dormir naquela noite. Assim que o sol nasceu na manhã seguinte, o rei foi ver se Daniel tinha morrido. Ele chamou por Daniel para ver se ele estava vivo e ouviu em resposta, O meu Deus enviou o seu anjo, que fechou a boca dos leões. Eles não me fizeram mal algum.

O rei ficou muito feliz e mandou que tirassem Daniel dali. Então ele trouxe os homens que haviam acusado Daniel e os jogou na cova dos leões. Os leões despedaçaram eles antes mesmo que encostassem no chão.

Vocês têm momentos em que precisam defender o que acreditam? Aqui na América, somos abençoados por termos grande liberdade religiosa. Nós somos livres para rezar por conta própria para Deus a qualquer hora e em qualquer lugar sem quebrar nenhuma lei. Muitas pessoas no mundo ainda não têm essa liberdade tão simples. Devemos agradecer a Jesus por termos esse privilégio. Devemos ver Daniel como um exemplo para defendermos nossa liberdade religiosa e sermos fiéis a qualquer custo.

©1997 por Jim Kerlin. Todos os direitos reservados.

Carruagem de Fogo

Texto: 2 Reis 2:7-12

Material: Um pôster de Elias e Eliseu ou um bastão de corrida

Resumo: A história de Elias passando seu manto para Eliseu. Antes que Deus levasse Elias para o céu em uma carruagem de fogo, ele preparou seu seguidor para dar continuidade ao trabalho do Senhor.

Vocês já assistiram às Olimpíadas na TV? Quando os corredores estão em uma corrida de revezamento, cada um deles completa a volta no circuito e então passa adiante um bastão para o próximo. Em seguida aquele corredor carrega o bastão na próxima etapa da corrida e quando termina sua parte passa-o adiante. A vida no Reino de Deus é como uma corrida de revezamento. Cada um de nós é responsável por completar nossa parte da corrida e depois entregar ou passar adiante nossa fé para que a próxima geração de crianças siga os nossos passos.

Quero contar a vocês uma história sobre o dia em que o grande profeta Elias passou adiante a fé dele para o homem que ele havia treinado para seguir os seus passos: Eliseu. Eles não estavam em uma corrida. Os profetas naquela época usavam uma peça de roupa chamada manto. Era como uma capa, ou um casaco. Isso era um símbolo da autoridade que eles recebiam de Deus para serem profetas.

Sabem, Elias tinha realizado muitos milagres maravilhosos em sua época. Ele previu a seca e sobreviveu a ela. Ele desbancou os falsos profetas de Baal quando Deus enviou fogo dos céus que consumiu até mesmo um sacrifício coberto de água. Ele treinou e ungiu Eliseu para sucedê-lo, ou para assumir seu lugar quando estivesse velho. Elias sabia que havia chegado a hora de passar seu manto para Eliseu. O que Eliseu não sabia é que Deus enviaria um táxi celeste para buscar Elias antes que ele morresse.

Elias queria fazer isso sozinho, mas Eliseu implorou para acompanhá-lo. Eliseu amava Elias e queria estar com ele independente do que acontecesse. Elias enrolou o seu manto e com ele bateu nas águas do Rio Jordão. As águas se dividiram e então eles caminharam sobre o chão seco. Cinquenta filhos dos profetas estavam próximos dali e viram isso acontecer.

(Leia 2 Reis 2:9) Eliseu pediu por uma benção especial. Ele queria ser um homem de Deus duas vezes melhor do que Elias tinha sido. Elias disse que se ele visse Deus levá-lo, seu desejo seria concedido.

(Leia 2 Reis 2:11-12)

Eliseu ficou maravilhado com o que ele viu acontecer a seguir. Ele viu cavalos de fogo e uma carruagem também de fogo descerem dos céus em um redemoinho. Ela passou entre Eliseu e seu mestre e levou Elias para o céu! Nossa! Vocês conseguem imaginar ver aquele vento extremamente forte e os cavalos e a carruagem celeste que brilhavam tanto que pareciam ser de fogo? A carruagem não queimou Elias. Ela veio buscá-lo e Elias deixou seu manto cair quanto foi levado rapidamente para o céu. Eliseu pegou o manto e se tornou o próximo grande profeta de Israel. Não vemos Elias novamente até sua aparição junto de Moisés ao lado do Jesus transfigurado em toda a sua glória. (Marcos 9:4)

Eliseu também foi realizar muitos milagres grandiosos. Ele usou o manto para atravessar de volta o rio Jordão sobre terra seca. Salvou uma pobre viúva ao multiplicar o azeite de sua vasilha. Trouxe de volta à vida crianças que haviam morrido! Salvou da morte uma escola de profetas quando eles haviam comido vegetais venenosos durante um surto de fome. Ele curou da lepra Naamã, o capitão sírio. Isso fez com que Eliseu tivesse uma boa influência sobre o rei sírio que mais tarde ajudou Israel (Lucas 4:27).

Os adultos que estão aqui hoje receberam de Deus a missão de educar vocês, as crianças, para que cresçam tendo muita fé em Jesus. Que essa história os ensine a instruir a criança segundo os objetivos que vocês têm para ela (Provérbios 22:6), para que muitos de vocês encontrem uma fé salvadora no Senhor Jesus Cristo.

©1998 por Jim Kerlin. Todos os direitos reservados.

O Super Bowl

Graças ao grande amor do Senhor é que não somos consumidos, pois as suas misericórdias são inesgotáveis. Renovam-se cada manhã; grande é a sua fidelidade! – Lamentações 3:22,23

Texto: 2 Reis 4:1-7

Material: uma jarra ou vasilha

Resumo: A história de Eliseu e a viúva mostra como Deus supre todas as nossas necessidades com abundância.

Vocês já ouviram falar do Super Bowl? É um campeonato de futebol americano muito importante que acontece em fevereiro nos Estados Unidos. Sabem o que o nome Super Bowl significa em português? A grande vasilha, ou a super vasilha! A nossa história da Bíblia de hoje também é sobre uma vasilha, uma vasilha de azeite. O azeite era usado como combustível para as lamparinas, então era muito valioso.

Havia uma mulher cujo marido havia servido a Deus por meio do grande profeta Eliseu. Quando ele morreu a pobre viúva devia dinheiro, mas não tinha como pagar a dívida. Os dois filhos dela seriam levados como escravos para trabalhar até que a dívida fosse paga. Desesperada, ela foi até o profeta Eliseu e implorou para que ele a ajudasse.

Eliseu perguntou-lhe: “Como posso ajudá-la? Diga-me, o que você tem em casa?” E ela respondeu: “Tua serva não tem nada além de uma vasilha de azeite”. – 2 Reis 4:2

Eliseu disse o que ela deveria fazer. E isto foi o que aconteceu: ela foi para casa e pegou vasilhas emprestadas de todos os vizinhos. Pegou todas as que conseguiu encontrar. Então a viúva e seus filhos entraram na casa e fecharam as portas. Ela pegou a vasilha de azeite e começou a despejar azeite em uma das vasilhas dos vizinhos. Ela despejou o azeite da pequena vasilha até que a outra estivesse cheia. Seu filho trouxe uma vasilha após a outra, até encherem todas as vasilhas que pegaram emprestadas. Ela disse ao filho para trazer outra vasilha, mas não havia mais nenhuma. Então o azeite parou de correr.

Ela estava tão feliz com todo o azeite que Deus havia lhe dado que correu para contar as boas novas a Eliseu. Ele disse: “Vá, venda o azeite e pague suas dívidas. E você e seus filhos ainda poderão viver do que sobrar”. (2 Reis 4:7) Ela confiou em Deus para ajudá-la. Deus pegou o pouco que ela tinha e transformou em mais através da fé dela. Agora ela tinha o suficiente para vender. Podia pagar o que ela devia e ainda ter mais do que o suficiente para viver com seus filhos. Ela obedeceu a Deus e mostrou sua fé quando fez o que o profeta Eliseu ordenou. Deus a abençoou com um grande milagre por causa da fé que ela tinha.

Esta pequena vasilha de azeite era realmente uma “super vasilha”. Deus deu a ela tudo o que precisava. O azeite era como o Espírito Santo. Quando uma pessoa acredita em Jesus, o Espírito Santo vem morar dentro dela. O Espírito Santo nos dá tudo o que precisamos na vida. Ele é como uma vasilha de azeite transbordando e nos dando tudo o que precisamos para que a nossa luz brilhe para Deus.

©1997 por Jim Kerlin. Todos os direitos reservados.